quarta-feira, 3 de abril de 2013

Vida Nova

Olá, meus queridos leitores! Sei que já faz um tempo que eu não faço nenhuma postagem nova, portanto hoje estou aqui para contar a vocês um pouquinho do que está acontecendo em minha vida. Bem, a princípio, estou vivendo uma vida completamente nova. Aquela vida que você precisa sair da casa de seus pais, na qual você viveu desde que veio ao mundo, ir para uma cidade completamente desconhecida, residir em um espaço novo, pegar ônibus todas as manhãs, enfim, praticamente abandonar todos os cenários anteriormente conhecidos e partir para uma rotina completamente incógnita. Isso, meu amigos, chama-se a tal “vida universitária”. 

Creio que o primeiro dia na faculdade ninguém esquece. Recepção calorosa por parte dos veteranos, apresentação de professores... Tudo é tão novo! Parece que você embarcou num foguete e simplesmente desembarcou em outro planeta. Um turbilhão de informações e palestras, e no começo é muito difícil conseguir absorver tudo o que falam. Quando uma pessoa sai do Ensino Médio e vai direto ao Ensino Superior, onde as coisas são bem diferentes, o choque é inevitável. 

Eu estou cursando Comunicação Social – Jornalismo, meu sonho de vida. Eu não conseguiria me imaginar em outro lugar. Talvez em um consultório, escritório de advocacia ou comandando uma sala de aula... Err, bem, eu acho que não. Eu não gosto de rotinas, eu gosto do novo, gosto de sair para a rua e ver coisas diferentes, perceber, ser curiosa, observar, retratar, escrever, informar. 

É muito engraçado como muitas pessoas menosprezam o jornalista e a comunicação em si. Muitos dizem que “não dá dinheiro” ou “você não vai apresentar o Jornal Nacional”. Eu tenho uma resposta bem legal a todas essas pessoas: sabe quando você acorda pela manhã, liga a televisão e assiste às notícias do dia? Sabe quando você caminha até a banca na esquina da sua casa e compra o jornal? É possível ficar sabendo sobre tudo o que está acontecendo no mundo, desde os índices de economia até o “decote ousado da Débora Secco no último sábado”. Isso tudo é possível graças a uma grande equipe de pessoas que trabalha nas redações, que redige, edita, revisa, enfim, faz um turbilhão de coisas para que você possa estar informado enquanto toma seu café ou se arruma para o trabalho. 

A comunicação em si é uma profissão linda. É um jeito de falar com o mundo inteiro de uma vez só. Requer agilidade, responsabilidade e muita dedicação. É, durante os estágios, fazer tudo sem esperar nada em troca. É engrandecer o seu currículo com cada projeto, pesquisa ou ideia. Ser comunicador é um desafio. Um desafio que eu quero vencer.

2 comentários:

Deede Oliveira ;* disse...

Estou apaixonada pelo seu blog!
Gostei muito do seu post, porque eu também faço jornalismo e concordo com tudo o que você escreveu.

beijos, Dê.

http://4quatronotas.wordpress.com

Caroline Ferraz disse...

Own, que fofo! Boa sorte, tudo bem para você nessa nova empreitada!
Ah, linda, te indicarei numa tag no próximo post do PM!. Beijoos, Line
putmerd.blogspot.com