sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Como Funciona o Teste de DNA?


Hoje, novamente, a postagem tem a ver com genética, mas dessa vez longe de brigas entre pastores e geneticistas. Quem nunca se perguntou como funciona o teste de DNA? É meio intrigante como os laboratórios conseguem descobrir o parentesco entre duas pessoas através desse exame, mas hoje vocês todos irão descobrir como esse processo funciona.

Primeiramente, é preciso saber quais são as aplicações práticas do teste de DNA. O exame possui quatro usos básicos:

- Teste de paternidade: para descobrir se alguém é o pai biológico de uma criança;
- Testes forenses: para ajudar a identificar suspeitos ou vítimas em uma investigação criminal;
- Terapia genética: para testar os pais ou fetos de condições genéticas ou defeitos de nascimento;
- Genealogia Genética: para saber mais sobre os antepassados de alguém.

Mas, afinal, o que é DNA?
É uma molécula que carrega nosso código genético e determina traços desde a cor dos nossos olhos até aspectos de nossa personalidade. Cada célula de nosso corpo carrega um conjunto completo de nosso DNA.

O que o teste de DNA procura?
Se você comparar o DNA de duas pessoas, eles serão 99,9% idênticos. O 0,1% de sequências de código que varia de pessoa para pessoa é o que nos faz únicos. Essas sequências são chamadas de ''marcadores genéticos'' e é a parte do código que cientistas forenses usam quando fazem um teste de DNA. Gêmeos idênticos são as únicas pessoas que possuem marcadores genéticos idênticos. Entretanto, quanto mais próximas geneticamente duas pessoas são, mais provável será que seus marcadores genéticos sejam parecidos. A chave para o teste de DNA é saber para onde olhar em bilhões de letras do código genético para encontrar os marcadores genéticos que identificam as semelhanças ou diferenças importantes entre as pessoas.

Como o teste de DNA funciona?
Testes paternos, forenses e genéticos procuram por semelhanças nos marcadores genéticos entre duas amostras biológicas. Visto que todas as células do corpo contém o mesmo DNA, as amostras podem ser coletadas de quase qualquer lugar do corpo, incluindo pele, fios de cabelos, sangue e outros fluídos corporais. Um cientista forense pode comparar o DNA de células da pele encontradas embaixo das unhas de uma vítima atacada com o DNA de uma amostra de sangue coletada de um suspeito.

Primeiramente, o DNA é isolado das células e milhões de cópias são feitas usando um método chamado ''reação em cadeia da polimerase'', ou RCP. A RCP utiliza uma enzima que ocorre naturalmente para copiar um trecho específico de DNA repetidas vezes. Tendo lotes de DNA faz com que o código genético seja mais fácil de analisar. As moléculas de DNA são então divididas em locais específicos para separá-las em ''pedaços'' e o código naquele ponto específico é analisado para criar uma impressão digital de DNA. As impressões digitais de duas amostras diferentes são então comparadas para ver se combinam.

Qual é a precisão do teste de DNA?
A precisão dos testes de DNA tem grandes implicações. Testes de DNA são, às vezes, a única evidência para provar que um suspeito foi envolvido em um crime, ou alguém inocente que foi condenado injustamente. É fácil de dizer se o DNA de duas amostras biológicas não corresponde. Mas uma simples correspondência não significa com certeza que as duas amostras vêm de uma mesma pessoa. Há sempre uma pequena chance de que dois marcadores genéticos de diferentes pessoas possam ser o mesmo, especialmente se elas são parentes. Para reduzir a possibilidade de erro, os cientistas testam mais de um marcador genético. Quanto mais marcadores idênticos existirem em duas amostras, mais preciso é o teste. No entanto, testar mais marcadores requer mais tempo e é mais caro. Testes de DNA forenses normalmente examinam de 6 a 10 marcadores.  A chance de duas pessoas sem qualquer relação parental terem perfis idênticos é menos de uma em um bilhão. 

Interessante, não é? Eu particularmente sempre quis saber como essas coisas funcionavam. Essas informações foram retiradas do site da BBC e traduzidas por mim. Espero que tenham gostado!

Nenhum comentário: